Outubro rosa: qual a importância desta campanha na saúde da mulher? - ConectaValle

Outubro rosa: qual a importância desta campanha na saúde da mulher?

Outubro rosa: qual a importância desta campanha na saúde da mulher?

Conheça mais sobre essa iniciativa mundial, sobre o câncer de mama e de que forma o outubro rosa pode ajudar na prevenção e até salvar uma vida.

 

O que é e como surgiu o outubro rosa?

Como já é um fato cultural no Brasil e no mundo, no décimo mês de todos os anos, comemoramos o outubro rosa. A campanha tem como objetivo principal conscientizar e alertar as mulheres e a sociedade sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama e, mais recentemente, sobre o câncer de colo do útero.

Este movimento nasceu nos Estados Unidos, nos anos 90, quando se organizou a Corrida pela Cura, em Nova York. Sete anos depois, outras cidades americanas começaram a promover atividades relacionadas ao tema e escolheram o mês de outubro como ponto central das ações. Em nosso país, a primeira iniciativa foi em 2002, quando o Obelisco do Ibirapuera foi iluminado com a cor rosa, que dá característica à campanha.

O câncer de mama é uma das doenças que surgem com mais frequência no mundo e, embora muitas pessoas não saibam, também pode atingir os homens. Apesar disso, a preocupação da comunidade científica é principalmente voltada às mulheres acima dos 35 anos. É fundamental que elas tenham maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento para que o índice de mortalidade continue reduzindo cada vez mais.

Outubro Rosa: Prevenir ainda é o melhor remédio

 

Quais exames ajudam a diagnosticar o câncer de mama?

Uma das maiores bandeiras da campanha é a prevenção, que deve ser feita periodicamente através do autoexame de mama e por meio da mamografia. Isso porque ao detectar o câncer de mama nos estágios iniciais, aumenta-se significativamente as chances de tratamento e de cura.

O autoexame é uma forma de as mulheres tentarem perceber com o próprio toque se encontram algo diferente em seus seios, normalmente em situações que estejam confortáveis, como ao trocar de roupa, deitadas ou no banho.

O ideal é que este exame seja feito uma semana depois da menstruação, quando o corpo está menos inchado. Já para as que não menstruam, recomenda-se que estabeleçam um dia fixo no mês para fazê-lo.

Não há uma técnica específica a ser seguida, mas existem algumas orientações dependendo da posição em que a mulher se encontra.

Se estiver de pé, deve ficar em frente ao espelho, observar o bico dos seios, a superfície e o contorno das mamas. Em seguida, levantar os braços e verificar se há alguma alteração nos mesmos locais.

Se estiver deitada, precisa apalpar a mama esquerda com a mão direita em movimentos circulares suaves, apertando levemente com a ponta dos dedos, fazendo o mesmo com o outro lado.

Por fim, se estiver no banho, recomenda-se usar a pele molhada ou ensaboada para elevar o braço direito e apalpar a mama suavemente com a mão esquerda, estendendo até a axila. É importante não esquecer de fazer o mesmo do outro lado.

Se qualquer alteração for identificada, deve-se procurar um médico ginecologista para que ele realize um exame clínico das mamas e, se necessário, encaminhe a paciente para estudos mais detalhados, como uma mamografia.

A mamografia é, nada mais nada menos, que uma radiografia das mamas, semelhante às que tiramos quando temos suspeita de fratura de ossos. Com este exame, é possível identificar quaisquer alterações, como nódulos ou tumores, antes que a pessoa sofra com o aparecimento dos sintomas.

Qual a diferença entre nódulo e tumor?

O nódulo, conhecido popularmente como caroço, trata-se de uma pequena protuberância dura, redonda e com diâmetro menor de 3cm. Por ser uma condição benigna, geralmente não se espalha para outros tecidos do corpo. Ele só é retirado quando existe um incômodo por parte da mulher ou se apresenta características suspeitas que indiquem uma análise mais aprofundada. Nesse caso a decisão deve ser tomada por um médico considerando a área e a taxa de crescimento do nódulo.

Por outro lado, quando falamos de tumor, eles possuem diâmetro maior de 3cm e é possível notar a protuberância que provocam. Quando eles se alastram, é um sinal de alerta, pois pode se tratar de tumor maligno. Nesse caso, é extremamente necessário que um especialista seja visitado o mais rápido possível.

Conecta Rosa – Campanha de conscientização promovida por Conectavalle contra o câncer de mama

 

 

Existe um seguro de vida específico para mulheres?

 

Sim!

Assim como todos os outros seguros de vida, é um seguro que visa garantir maior tranquilidade em todos os momentos do dia a dia, principalmente em situações delicadas nas quais precisamos estar resguardados. Entretanto, por mais que todas as mulheres busquem conforto e segurança, as necessidades e expectativas quanto às proteções que podem contratar para se assegurar são diferentes entre aquelas entre 16 e 64 anos. Por isso é muito importante que antes de contratar qualquer seguro, você contate um corretor de sua confiança para orientá-la!

Por ser um seguro com recursos totalmente personalizados, é preciso levar em consideração diversos fatores importantes, tais como: renda, patrimônio, estado civil, ter ou não ter filhos e uma série de informações que influenciam na cobertura ideal para cada  momento de vida.

Dessa forma, é possível garantir que um momento delicado seja atravessado com tranquilidade e segurança, além de ter a certeza de que alguns revezes da vida estarão assegurados. Via de regra, no caso específco de um seguro de vida para mulher,  temos:

– Cobertura de diagnóstico de câncer, conforme condições gerais do produto contratado;

– Cobertura de segunda opinião médica (em todo o território nacional);

– Cobertura em caso de diagnóstico de câncer (antecipação de indenização em vida para tratamento médico ou para usar como preferir) e indenização à família se houver falecimento;

– Cobertura para invalidez por acidente;

– Assistência emergencial à residência (ex: reparos hidráulicos, elétricos e estrutural);

– Assistência funeral 24 horas.

– Entre outros recursos.

Um seguro de vida é o melhor caminho para lançar mão de diversas possibilidades na criação de uma rede de proteção para si e aos seus. Em momentos delicados, faz toda a diferença ter o cuidado de uma mão amiga que cuida de toda a burocracia para você, garantindo que o foco do seu núcleo familiar passe a ser a união para enfrentarem juntos qualquer adversidade, além de deixar um suporte quando for o caso.

O outubro rosa é um movimento de extrema importância para conscientizar a população sobre os perigos do câncer de mama e da necessidade de prevenção. Não deixe de lado o autocuidado: observe a si mesma(o), faça seus exames de prevenção e seja mais uma pessoa a abraçar esta causa tão bonita.

Sua saúde é muito importante para as pessoas que você ama e para nós da Conectavalle também. Se este tema fez sentido para você e gostaria de saber mais a respeito, entre em contato com a gente e saiba mais sobre o Seguro Vida Mulher e deixe a sua segurança e proteção nas mãos de quem se importa!

Um grande abraço de toda a equipe Conectavalle

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima